Usufruindo da tranquilidade de Montevidéu

Após conhecer a beleza de Sacramento, fiquei instigado em conhecer mais do Uruguai. Depois de um tempo de organização e construção do roteiro fui em busca de conquistar este país e colocá-lo na minha lista de lugares do mundo que já conheci.

Comecei o meu tour em URU por Montevidéu, o centro urbano mais tranquilo que já fui até hoje.

El cartel de Montevidéu

Quase todas as viagens começam a partir de algum aeroporto ou rodoviária. A minha, como fui de avião, começou no Aeroporto de Carrasco. O Aeroporto fica a apenas 18 km do centro de Montevidéu, o que facilita muito na hora de se deslocar. E é nesse momento que aparece a minha primeira dica: vá de ônibus! Tem os pontos negativos, como não ter um lugar específico para você colocar sua mala durante a viagem, mas como o percurso é bem curto vale o esforço, além de ser muito mais barato, você já vai entrar em contato com o ritmo dos transportes locais e já vai saber mais sobre as ruas da cidade.

Para as pessoas que preferem a comodidade, também têm opções como Táxi ou Van saindo do Aeroporto. Não colocarei os valores exatos da época em que fui, pois eles mudam constantemente, mas para os leitores terem uma melhor noção posso dizer que o ônibus municipal custa em média 60 pesos, as vans uns 400 pesos e os táxis uns 1700 pesos.

Cheguei tranquilamente ao meu hostel. Fiquei no El Viajero da Ciudad Vieja. O hostel é ótimo, segue o padrão da franquia e tem um bom preço. Depois de organizar minhas coisas comecei a minha caminhada pela cidade. Fiquei dois dias, o suficiente para conhecer os pontos turísticos mais importantes e descobrir que a cidade é super segura e tem a comida mais cara da América do sul.

Segue abaixo o detalhamento do meu roteiro:

DOMINGO
Organizei o primeiro dia de minha viagem pensando na praticidade. Tinha que organizar tudo e conseguir curti o dia, então não poderia por coisas muito distantes, mas acabou que consegui fazer até mais do que planejei, principalmente pelo fato de ser fácil compreender o trajeto dos ônibus da cidade. Lá não tem metrô. Também pode ser usado táxi ou uber.

Comecei o meu trajeto indo para Plaza Independencia, pois é bem próxima da Puerta de la Ciudadela e do Teatro Solís. Logo depois fui andando em direção a Feira de Tristán Narvaja, ela só acontece aos domingos, então quis aproveitar a oportunidade. Na caminhada em direção a feira, passei pela Rambla e pelo mirante da Intendência.

Quando meu passeio pela feira acabou ainda estava na hora do almoço,ou seja, ainda tinha bastante tempo para rodar e conhecer novos cantos. Resolvi ir para o outro lado da cidade, peguei um ônibus e desci em Pocitos (para ver o El Cartel de Montevidéu), depois fiz uma caminhada pela praia até o Farol de Punta Carretas.

Como havia dito no início do texto, em pouco tempo dá para se conhecer muito e foi isso que fiz no meu primeiro dia.

• Plaza Independencia
O marco da cidade, a praça mais importante, que separa a cidade velha da cidade nova.
Endereço: Plaza Independencia, 11000

• Puerta de la Ciudadela
A Puerta de la Ciudadela, nome em sua língua original, é uma porta que restou da fortaleza que protegia Montevidéu anos atrás. Hoje em dia a porta é um dos lugares favoritos dos turistas para contemplar e tirar fotos.
Endereço: Plaza Independencia, 11000

• Teatro Solís
Endereço: S/N, Buenos Aires, 11000

• Feira de Tristán Narvaja
A Feira, que acontece aos domingos, é um dos principais programas dos locais no fim de semana.
Endereço: Ferrer Serra 2265 Esq. Cufre | Ferrer Serra 2265 Esq. Cufre
Horário: 9h às 16h

• Mirador Panorâmico da Intendencia
Está localizado no 22º andar da Intendencia de Montevideo (Prefeitura). O lugar proporciona uma ótima visão da cidade.
Endereço: Soriano 1372, 11200
Horário: Por motivo de manutenção as visitas estão limitadas aos sábados e domingos das 10h às 16h.
Valor: Gratuito – Retirar os ingressos no centro de informações turísticas

• Rambla
Dica: A Rambla, que se estende por mais de 20 km,na verdade é uma avenida beira-rio (no caso, o majestoso Rio da Plata)

Rambla

• El cartel de Montevidéu
Local: Final da rambla de Pocitos

• Castillo Pittamiglio
Endereço: Rambla Mahatma Gandhi 633

• El Faro de Punta Carretas
Endereço: Punta Carretas, 11300 Montevideo

El faro de Punta Carretas

SEGUNDA
No segunda dia acordei um pouco mais tarde, já não havia tanta coisa assim para conhecer. Aproveitei para conversar com mais pessoas e fui com calma em direção ao Parque Batlle e ao Estádio Centenário. Na volta passei no Mercado del Puerto para comer e comprar umas lembrancinhas, mas é um país incrivelmente caro, então desisti de comprar (rs) e voltei para o hostel. Tirei o resto do dia para fazer novas amizades e dialogar.

La Carreta (Parque Batlle)

• La Carreta (Parque Batlle)
Endereço: Parque Batlle, 11600 Montevidéu

• Mercado del Puerto
Endereço: Rambla 25 de Agosto de 1825 228, 11000

• Estádio Centenário
Endereço: Av. Dr. Americo Ricaldoni – Montevidéu
Ingresso do museu: 160 pesos uruguaios

Horário: De segunda a sexta, de 10 ás 17 horas

Estádio Centenário

Duas coisas que tem que ficar claras para quem ler esse post: Montevidéu é uma cidade bem segura, mas em compensação é mais cara do que se imagina.

É um lugar que vale ser visitado, como a maioria dos lugares. As pessoas são simpáticas e abertas ao diálogo. Fechei meu passeio por lá bem satisfeito e parti para o meu próximo destino…Punta del Este.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s