A encantadora Colônia de Sacramento

A cidade uruguaia, que foi colonizada por portugueses, está localizada a cerca de 180 km de Montevidéu. É um cantinho tranquilo, com poucos habitantes, com aquela “carinha” boa de interior.

Existem algumas formas de chegar até a Colônia, duas são mais conhecidas:
• Indo por Montevidéu: Indo de ônibus, pela COT, pela Chadre ou pela Turil. No momento em que pesquisei as três estavam cobrando o mesmo valor. No site do Terminal Tres Cruces, a rodoviária de Montevidéu, você consegue ver todos os horários de saída de ônibus para todos os destinos disponíveis.

• Indo por Buenos Aires (método que utilizei): O trajeto será feita de barco, todos saem de Porto Madero. O Buquebus é o mais tradicional, trabalha com buques rápidos (1h de travessia) e lentos (3h) e por isso oferece mais horários, todos os buques carregam carros – Há também buques rápidos a Montevidéu (3h). O Seacat tem catamarãs compactos e rápidos e não carrega carros. E o Colonia Express só opera com buques rápidos e não carrega carros. O serviço é conhecido por ser instável, porém foi a empresa que escolhi por causa dos preços: é sempre a mais barata. Vale ressaltar também que fui muito bem atendido e nada deu errado.

Em relação aos passeios, segue abaixo a lista do que fiz por Sacramento:
• Centro Histórico (Barrio Historico / Casco Viejo)
• Rua dos Suspiros (Calle de Los Suspiros)
• Farol de Colonia del Sacramento (El Faro)
• Centro Cultural Bastión del Carmen
• Museu do Azulejo (Museo del Azulejo)
• Muralha de Sacramento

Este slideshow necessita de JavaScript.

Todos os passeios são rápidos e possíveis de serem feitos em um só dia. Destaco como momentos mais marcantes do passeio:
• A hora de comer o Chivito Uruguaio, provavelmente o prato mais conhecida da região.
• Os amigos que fiz no hostel El Viajero
• O momento do pôr do sol. Sem dúvidas um dos mais bonitos que vi em minha vida, até hoje.
15193595_1167734836640981_1362240725688764610_n