Nos canyons de Capitólio

Mais uma vez fui em busca de destrinchar ainda mais o estado mineiro. A cidade escolhida dessa vez foi Capitólio.

Mirante dos Canyons

A grande dúvida desta viagem era em como ir…??? Poderia ir de carro, de excursão, de ônibus (com bastante ajuda divina), entre outras possibilidades. Escolhi ir de excursão. Você deve está se perguntando: mas por que excursão ? (caso não esteja pule esta parte e vá direto para o roteiro).

A excursão, apesar de tirar um pouco de sua liberdade, facilita em muitos outros aspectos, pelo menos no meu ponto de vista. Além dela facilitar na hora de fazer amigos, ela também te permiti chegar descansado no lugar, ou seja, é uma ótima escolha para viagens de curto período. Depois de dirigir por 9 horas o pique para fazer uma trilha já não seria mais o mesmo, concorda? Então ir no ônibus dormindo ajudaria muito nessa parte, ainda mais se você for em um feriado, assim como eu, e não puder perder nenhum minutinho de curtição.

Voltando aos passeios…Apesar de o tempo está bem instável acabei dando muita sorte, conseguindo fazer os passeios planejados e curtindo todas as possibilidades.

No primeiro dia fomos ao Mirante dos Canyons, para garantir a foto mais famosa do lugar, logo depois fomos as cachoeiras que tem ali por perto, a menos de 200 metros de distância. Existem duas possibilidades de percurso de cachoeiras: 1 – O Circuito das Cachoeiras, gratuito, que apresenta cachoeiras belíssimas e com estruturas um pouco mais rudimentares; 2 – O Circuito das Três Cachoeiras que custa R$5,00 e não tem cachoeiras tão impactantes, porém, lhe dá a oportunidade de acampar no local.

O segundo dia, foi dia de explorar a Trilha do Sol. A trilha cercada por diversas belezas naturais nos dá a possibilidade de conhecer três lindas cachoeiras: Cachoeira No Limite, Poço Dourado e Cachoeira do Grito. A do grito é a mais interessante para passar mais tempo, por se tratar de uma cachoeira maior e com maiores atrativos. Dica: existe um ponto das pedras desta cachoeira que as pessoas utilizam para ficar pulando no poço, ótima dica de brincadeira para quem não tiver medo de altura e souber nadar.

Deixamos o passeio de lancha pelo Lago de Furnas para o terceiro dia, para fechar com chave de ouro. O passeio, ao som do “batidão carioca”, é bastante divertido devido a grande quantidade de cachoeiras que vão sendo encontradas pelo caminho e, principalmente, pelas manobras da lancha sobre uma água cristalina.

Passeio de lancha pelo Lago de Furnas

A viagem foi rápida mas muito intensa. Conheci muita gente boa, que vou guardar pra sempre na memória. Me diverti muito em todos os momentos, inclusive à noite que não tinha muita coisa para fazer por lá. Por isso que eu sempre repito: o lugar pode ser incrível (como realmente é), mas quando a companhia é boa tudo fica ainda melhor!

Anúncios

A vibe positiva de São Thomé das Letras

São Thomé é o município místico de Minas Gerais. O lugar que faz muito calor de dia e muito frio durante a noite. Uma mistura de uma bela natureza com uma vibe boa solta pelo ar. Passei um período curto no local, mas conheci o máximo de coisas que poderia, então explicarei um pouquinho sobre os cantos que fui.

O Cruzeiro
img-20161120-wa0021
O Cruzeiro fica bem próximo da Casa da Pirâmide. Tem aproximadamente 4m de altura, todo construído em madeira, e está no ponto mais alto da cidade. Vale ressaltar que sempre tem uma galera, próximo ao local, emanando boas energias.

Casa da Pirâmide
airbrush_20161119071017
O local perfeito para ver o nascer e o pôr do sol. A Casa da Pirâmide está localizada no Parque Municipal Antônio Rosa e trata-se de uma construção de forma piramidal, com várias janelas que dão uma visão de 360º para todo vale. O local vive lotado, então chegue o mais cedo que conseguir para ficar posicionado em um bom ponto.

Mirante

O Mirante foi construído num dos locais mais altos da região, de onde se pode observar toda a magnífica paisagem de São Thomé das Letras. Obs: Cuidado com as cobras que ficam próximas ao local.

Pedra da bruxa
15078815_1157311574349974_7299841239964167777_n
Trata-se de uma formação rochosa que lembra a face e a silhueta de uma bruxa. Precisa-se ter cuidado ao ficar sobre a mesma, porque o vento sopra com força e a “bruxa oculta” pode te derrubar.

Ladeira do Amendoim
O local é conhecido por explicar todo a força mística presente na cidade. É o ponto onde carros, desligados e em ponto morto, são ‘atraídos’ e sobem um morro numa posição totalmente adversa. O fenômeno fez com que a ladeira ganhasse fama e intrigasse os turistas.

Cachoeira do Sobradinho

A cachoeira é bastante frequentada por estar próximo a Gruta do Sobradinho que é um dos atrativos mais belos da cidade. O local também é famoso por ter um poço cristalino.

Cachoeira do Véu da noiva
Com mais de 20m de queda, a cachoeira forma um poço com 3m de profundidade. É a cachoeira mais alta e com maior volume de água da cidade. Um local lindo devido ao percurso de água que corre por entre as pedras.

Cachoeira Paraíso

Esta cachoeira tem uma portaria na entrada, que nos dias mais movimentados, funciona como ponto de apoio ao turista que visita a cachoeira. Está localizada na sequência da cachoeira Véu da Noiva. O local faz lembrar uma prainha.

Cachoeira das Borboletas
img-20161120-wa0037
Esta cachoeira tem duas lindas quedas d’água, que formam uma piscina natural. Localiza-se num vale cercado por uma mata verde e irradiante, cheia de coloridas flores e borboletas. Em determinadas épocas do ano é possível avistar dezenas de tipos de borboletas.

Além de tudo que citei, a cidade também conta com diversos bares, restaurantes e lojinhas, para quem gosta de comprar lembrancinhas.

Um local que deixa saudades.

 

Vale do Alcantilado [Bocaína de Minas] : o tempo sempre está bom para a diversão

Bocaina de Minas é um pequeno município brasileiro do estado de Minas Gerais, dentro deste município está localizado o Vale do Alcantilado e, dentro deste vale, está localizado o Sítio de Cachoeiras do Alcantilado: principal ponto turístico do local.
airbrush_20161114185419O Sítio é uma propriedade particular que conta com uma sequência de nove cachoeiras. A sua entrada tem o valor de R$15 reais.

As cachoeiras são: 1 – Cachoeirinha, 2 – Poço da Areia, 3 – Poços das Raízes, 4 – Cachoeira do Açude, 6 – Cachoeira da Muralha, 7 – Cachoeira da Toca, 8 – Cachoeira da Gruta do Granito, 9 – Cachoeira do Alcantilado.
untitled-1-01Para conhecer todas as cachoeiras o visitante irá caminhar 1,5 km (3 km de ida e volta) em meio a uma floresta repleta de pássaros, borboletas e mais uma dezena de atrações. Quando fui ao local estava chovendo e, ainda assim, foi possível fazer o passeio, basta ter disposição, pois a trilha é muito bem estruturada com cordas e pontes.

No lugar também podemos encontrar a famosa Pastelaria do Alcantilado. Aproveitei pra experimentar o pastel de pinhão com queijo e, apesar de ter pedido meio receoso, tive uma ótima surpresa, o pastel é bom demais.

Museu Duas Rodas
airbrush_20161114185628
Dentro do Sítio existe outra atração muito famosa: o Museu Duas Rodas. É o maior Museu da América do Sul dentro deste quesito. O local fica aberto diariamente, das 09h às 17h, e tem o valor de R$19 reais para visitação.

No Museu você verá um grande acervo representado por diversos tipos de veículos. Alguns conservam todas as características originais dos fabricantes, outros tem o toque especial de famosos restauradores, dando características especiais a sua estética e potência. O visitante não só resgata os registros históricos da origem dos veículos expostos, mas revive também a história deles.

Se não puder fazer tudo, faça tudo que puder !

airbrush_20161114190157

 

Conceição do Ibitipoca – Um paraíso

Quando pensaríamos que ir para um lugar cujo o nome significa montanha estourada seria um passeio interessante? Isso acontece quando falamos de Ibitipoca, um distrito do município de Lima Duarte, que fica no interior do estado de Minas Gerais.

A principal atração do lugar é o Parque Estadual do Ibitipoca, um parque florestal que contém inúmeras cachoeiras, grutas e trilhas.

img-20160919-wa0007
Janela do Céu
Os visitantes do parque têm a possibilidade de fazer três circuitos:
Circuito das Águas
Km: 5 quilômetros (total)
Roteiro: Gruta dos Coelhos, Prainha, Mirante da Ponte de Pedra, Ponte de Pedra, Cachoeira dos Macacos, Lago dos Espelho, Lago das Miragens, Tibum, Ducha, Lago Negro, Gruta dos Gnomos e Rio do Salto.
No circuito mais leve do parque, encontramos diversas cachoeiras, lagos e paredões rochosos. O passeio que leva aproximadamente 4 horas (ida e volta), nos possibilita curtir uma maior quantidade de experiências num curto prazo. Encontramos coisas novas e diferentes o tempo todo.

Para mim, os dois maiores destaques desse passeio são: O Lago das Miragens, piscina natural localizada ao lado de um paredão e cercada por lajeados de rocha, e a Cachoeira do Macacos que, para mim, é a cachoeira mais bonita de todo o Parque.
untitled-1-01

Circuito da Janela do Céu
Km: 16,8 quilômetros (total)
Roteiro: Cruzeiro, Gruta da Cruz, Pico da Lombada, Gruta dos Fugitivos, Gruta dos Três Arcos, Gruta dos Moreiras, Cachoeirinha, Rio Vermelho e a Janela do Céu.

A Janela do Céu é a principal motivo que leva os turistas a Ibitipoca. Do topo à sua base são 7 quedas d’água, mas a visitação é feita apenas no topo de onde podemos ter uma visão extraordinária de vales e morros a longa distância. É um local escorregadio, tenha cuidado.

Este é o passeio mais longo do parque, e nos dá oportunidade de conhecer também a Cachoeirinha, cachoeira com aproximadamente 35m de queda. Fizemos o circuito completo em aproximadamente 6 horas (ida e volta). Neste passeio leve bastante água e alimentos, pois o desgaste físico é intenso.

untitled-2-01Circuito do Pico do Pião
Km: 11 quilômetros (total)
Roteiro: Gruta dos Monjolinhos, Gruta do Pião, Pico do Pião e a Gruta dos Viajantes.

Dos três esse foi o único circuito que não fiz, por isso não posso falar muito, mas mesmo assim o indico, pois, depois de tudo que vi no local, sei que vai ser um passeio cheio de riquezas naturais.

img-20160919-wa0016
Parece cansativo? Mas vou te dizer que a natureza vai lhe dar novas energias a cada momento em que pensar em desistir.

Diamantina (MG): das cachoeiras ao carnaval

A cidade, que conta com aproximadamente 45.880 habitantes, tem uma estrutura belíssima que preserva um pouco da história do Brasil. É um lugar repleto de lindas igrejas, centros históricos, parques, museus, e principalmente com incríveis cachoeiras e com uma das melhores festas de carnaval do país.
10881932_752248948189574_2071464011795512491_nO único ponto complicado da viagem é a distância. Como moro no Rio, tive que pegar um ônibus de quase 6 horas para BH e depois pegar outro ônibus que demorou quase o mesmo tempo para chegar a Diamantina.

O lugar é cercado por trilhas, cachoeiras, caminhos de pedra e recantos perfeitos para saborear quitutes da culinária mineira. Além de gastar muito pouco, me alimentei muito bem, conheci pessoas incríveis, rodei por todas as cachoeiras, e aproveitei um carnaval inesquecível (tão impactante que esqueci de tirar fotos da festa e da diversão, mas as belezas naturais estão sendo mostradas no post).

Entre as cachoeiras mais bonitas da cidade estão Sentinela, das Fadas, dos Cristais, da Toca e Três Quedas. As cascatas formam piscinas e poços de águas cristalinas, perfeitos para banhos.

Diamantina é uma cidade de estudantes, ou seja, são as repúblicas que movimentam a cidade e principalmente o carnaval local. O carnaval de lá além de contar com festas, shows e blocos localizados em diversos pontos da cidade 24h por dia, também conta com a festa ou Xurras particular de cada república. Então procure o lugar que tem mais haver com você, pois as festas  não param!
428065_267193203361820_1962736542_nDicas
Se estiver planejando ir na época do carnaval tente chegar com alguns dias de antecedência para conseguir conhecer as lindas cachoeiras e trilhas.

Todas as repúblicas parecem ser ótimas, mas irei indicar a república BellaDonna, que foi onde fiquei. Essa república além de ficar perto do centro, tem um pessoal muito divertido.

E a principal dica é: – Leve e use camisinha! Com saúde não se brinca!
desktop