A beleza de Foz do Iguaçu

A cidade de Foz do Iguaçu fica situada na região da Tríplice Fronteira, além dos brasileiros, argentinos e paraguaios, o local é visitado por gente dos mais diversos cantos do planeta. Atraídos pelas cataratas do rio Iguaçu, um conjunto de 275 quedas d’água que chegam a 90 metros, os turistas ficam encantados não somente com o visual, mas com as diversas maneiras de poder observar tudo aquilo.
10891996_324881541050456_4510338187951748366_nDentro do Parque Nacional, tombado como Patrimônio da Humanidade, as opções são os mirantes e as passarelas. Nos arredores, há passeios de barco e helicóptero, caminhadas e rafting, sempre com as cataratas como pano de fundo. Parte da reserva pertence à Argentina, é lá que fica a Garganta do Diabo, um dos saltos mais impressionantes do mundo.

Outros atrativos de Foz além das cataratas:
desktopParque das Aves tem cerca de 900 animais. São 160 espécies dos cinco continentes, divididas em cinco viveiros integrados à floresta. Voos rasantes de canários e sabiás sobre as pessoas são comuns, uma vez que é permitido entrar em alguns ambientes. Habitats naturais, como os do Pantanal e da Floresta Amazônica, foram recriados e abrigam papagaios, araras, emas, tucanos e garças, além de jacarés, serpentes e tartarugas. Em um borboletário estão abrigadas 15 espécies de borboletas. O parque fica a 500 metros do Parque Nacional do Iguaçu.

A suntuosidade do espaço ocupado pelo Templo Budista atrai adeptos de religiões diversas. São 2,5 mil metros quadrados de área repleta de jardins decorados com dezenas de estátuas de divindades. A de Buda é a maior delas, com sete metros de altura. No interior do templo, as almofadas vermelhas convidam à meditação. Já a sacada funciona como um mirante, descortinando o rio Paraná, a Ponte da Amizade, o centro de Ciudad del Este e parte de Foz do Iguaçu.

Mesquita Muçulmana SunitaOmar Ibn Al-Khattab foi construída a partir de 1981. Como são sunitas, as orações ocorrem 5 vezes ao dia, por isso, nos horários das orações, não são permitidas visitas. Como na religião católica, em que as igrejas possuem um sino, a mesquita possui um chamamento, que é feito com a própria voz humana. A religião, guiada pelo Alcorão, tem costumes diferentes daqueles com que os brasileiros estão acostumados, como o fato de homens e mulheres rezarem em espaços separados. Antes da visita guiada é preciso que todos retirem os calçados e que as mulheres cubram o cabelo com um véu que a própria mesquita oferece.
desktop1
Museu de Cera Dreamland apresenta ao público mais de 90 personalidades em tamanho real, distribuídas por 16 cenários. O passeio dura aproximadamente 1 hora. Além das personalidades, o museu se destaca também pela decoração dos ambientes. O atrativo faz parte do aclamado complexo de entretenimento Dreamland localizado em vários complexos turísticos do país.

Um novo atrativo turístico da cidade é o Vale dos Dinossauro, que leva o visitante para uma caminhada ao ar livre, com 20 dinossauros animatrônicos que possuem movimentos e sons. Um passeio divertido e educativo que mostra simulações robóticas em tamanho real de diversas espécies de dinossauros que viveram há milhões de anos atrás, com o destaque para um T-Rex com cerca de 12 metros de altura.

O passeio só fica completo com uma visita à Usina Hidrelétrica de Itaipu, com tour técnico que leva às turbinas.
dsc_0071Atrativos próximos situados nos países vizinhos
Na divisa com o lado paraguaio, pode-se ser visitada a Ciudad del Este, logo após a Ponte da Amizade, local onde pode encontrar artigos, como perfumes e bebidas, com preços em conta e que podem ser adquiridos em dólar ou real.

A Argentina é o país vizinho que abriga o cassino mais badalado da área, o Casino Iguazú, com roletas, caça-níqueis, poker, entre outros tipos de jogos. Também podemos encontrar no lado hermano, o Icebar Iguazú, um bar onde tudo é feito de gelo, copos, balcão, paredes e as esculturas que representam a fauna na região. Você poderá permanecer dentro do bar por 30 minutos e enquanto estiver lá, poderá beber à vontade os drinques preparados pelo Barman, é Open Bar.
atualizados-recentemente

 

 

Anúncios

Curitiba respira cultura

Em busca de fugir do grande movimento do carnaval, procurei uma cidade que tivesse “fama” de ser mais calma nessa época. Entre muitas pesquisas encontrei Curitiba, local onde o desenvolvimento cultural e sustentável é de grande destaque no país.
dsc_0609Sempre tento me organizar o melhor possível quando vou viajar, para conseguir aproveitar tudo o que o lugar me oferece. Nessa viagem agi da mesma forma. Em Curitiba esse trabalho se tornou um pouco mais fácil, já que lá existe um ônibus turístico que nos leva para aos principais pontos da cidade. Ele tem o valor de R$40 reais, e te dá direito a 4 paradas em pontos diferentes, e passa de 15 em 15 minutos.
dsc_0762Além de ter conhecido toda a cidade em dois dias, escolhi 8 pontos turísticos para dar prioridade nesse passeio de ônibus (também conhecido como jardineira). Irei descrever abaixo um pouco de cada dia que passei em Curitiba:

1º dia
Cheguei num domingo, dia em que acontece a popular feira do Largo da Ordem. Apesar de estar um pouco cansado da viagem, não podia perder essa oportunidade. Chegando na feira me surpreendi positivamente, a feira é tudo o que falam e um pouco mais. Além de ser gigantesca, ela tem ótimos preços, objetos inimagináveis e um trabalho artesanal lindíssimo.
untitled-2Passei o dia na feira, e a noite fui conhecer o famoso restaurante Madero, que também foi uma outra surpresa boa. O lugar, conhecido por ter o melhor hambúrguer do mundo (que eu comi e comprovei o fato), também tem um ambiente super agradável, estiloso, e uma sobremesa caseira deliciosa.

2º dia
O segundo dia de viagem, foi o primeiro de passeio de ônibus. Organizei tudo de acordo com os dias de funcionamento de cada espaço cultural e, apesar dos receios de acabar não conseguindo ir em tudo,  no final deu tudo certo. Como cada passeio tinha direito a quatro paradas, como falei acima, nesse dia escolhi parar no Bosque Alemão, em Santa felicidade, no Parque Barigui (que tem pertinho dele o Museu do automóvel) e na Torre panorâmica.

3º dia
Para o segundo dia de ônibus, deixamos os pontos mais famosos, que eram o Jardim Botânico, o Museu Oscar Niemeyer (que além de uma linda estrutura externa, é inacreditável como é interessante internamente também), o Ópera de Arame e o Memorial Ucraniano.

4º dia
Nesse dia já tínhamos agendado previamente o passeio de trem da Serra Verde, que dá para os turistas uma oportunidade de conhecer a cidade de um ponto de vista diferente, além de conhecer inúmeras belezas naturais. É um passeio que leva as pessoas de Curitiba para a cidade de Morretes. Apesar do passeio de trem ser bastante cansativo, por levar cerca de 3h30 para chegar, é uma experiência única ficar no trilho nas alturas.
untitled-3-01De noite ainda rolou a oportunidade de conhecer o Bar do Alemão, bar famoso por seus petiscos e bebidas. Não tinha como perder a oportunidade de beber o submarino e ainda sair com um souvenir.
dsc_07475º dia
O último dia na cidade foi mais para as organizar as malas e ir para o aeroporto. Mas ainda deu tempo de conhecer o Museu ferroviário e o Paço da Liberdade.

Além de todos os locais citados, conheci outros, não dá pra falar sobre todos, preferi dar destaque aos que parei para conhecer profundamente. E também citei muitos restaurantes e bares um pouco mais caros, porém na maioria do dia comi em restaurantes populares, que tem ótimos preços, variando de R$5 a R$10 reais. Curitiba é uma cidade boa, bonita e barata.

 

Morretes (Paraná)

Morretes é uma cidade pequena e muito quente. Existem diversas formas de chegar até o local, eu preferi ir para lá de trem, leva bastante tempo, cerca de 3h30, porém a vista é linda.
12747471_950880178326449_1950792694307159453_oA cidade possui todas as características boas de uma cidade pequena. Existem duas coisas no local que não podem deixar de serem feitas: provar o barreado e comer a famosa bala de banana. Posso dizer que fiz os dois e gostei muito.

Você deve está se perguntando o que é um barreado, certo? Vou lhe explicar. Barreado é um prato típico do litoral paranaense e tem origem portuguesa. O prato consiste em um ou mais tipos de carne bovina de segunda e magra, temperados com cebola, alho, toucinho de porco, pimenta-do-reino, louro e cominho e cozida até desmanchar. O preparo é misturado à farinha de mandioca (até receber a consistência que dá nome ao prato), e servida com arroz e banana-da-terra fatiada. O modo de servir pode ser diferente, de acordo com a região do Brasil, Portugal e Espanha. O segredo na preparação é o tempo de cozimento na panela de barro, cerca de vinte horas, o suficiente para desfiar toda a carne. Depois de cozida, as fibras da carne se soltam resultando em um caldo grosso e saboroso. Para manter o sabor da carne, é preciso vedar a panela com uma massa de farinha e água para manter o vapor dentro da panela.

Se não conseguir ir até o local, tente fazer o barreado em casa e ter um pouco da experiência de quem está em Morretes.

Antonina (Paraná)

Cidade pequena, com muitas passagens históricas, além de uma extraordinária beleza natural. Antonina possui no seu calçamento de pedras e nas suas ruínas: histórias, as quais enriquecem o seu patrimônio.
12688220_950880228326444_3250153094238662689_nO município oferece diversos atrativos turísticos. É acessado pela BR-277, pela antiga Estrada da Graciosa, por ferrovia e através do porto, que foi recentemente reativado, onde também se localiza a sede do município.

Na cidade pode ser encontrado mar, rios, morros, serra, acervo arquitetônico e cultural, saborosa gastronomia e aconchegantes pousadas. É um ponto muito procurado na época do carnaval, devido as suas peculiaridades, por exemplo, o famoso desfile que acontece na rua principal.

Um ponto que me chamou muito a minha atenção é que em diversas casinhas existe uma plaquinha com o nome de uma música. O motivo desta ação está relacionada a um sorteio, onde o vencedor ganha uma serenata com a música que está escrita na placa. É uma ideia sensacional!