A jovialidade do Hostel Suites Florida

Este lugar, que combina diversão com o espírito aventureiro, dá um ar mais jovial a Rua Florida. O Hostel, devido ao seu espaço diversificado, possibilita muita interação entre os hóspedes e, dessa forma, acaba animando um pouco mais a rua, principalmente no período da noite. Além disso, está situado no coração de Buenos Aires, ou seja, a poucas quadras dali estão o Obelisco, as famosas Avenidas Corrientes e 9 de Julio, o Teatro Colón, a Plaza de Mayo, o Congresso Nacional, a Casa Rosada e todos os transportes públicos necessários para os seus passeios. O metrô fica à 5 minutos a pé do local.
Posso frisar também a boa infraestrutura do espaço. Conta com diversos tipos de quartos, oferece café da manhã, doze computadores com internet e WiFi gratuito. Também possui uma área comum para fazer amizades e compartilhar histórias. Eu fiquei em um quarto misto para 8 pessoas que tinha: camas bem confortáveis, ar-condicionado, banheiro privativo, lockers grandes (cabia minha mala inteira) e um precinho bem camarada. No site e no booking é possível fazer uma estimava dos valores de cada quarto.

Um outro ponto positivo do hostel está em seu subsolo: o Fusion, um dos bares mais populares do centro da cidade. Alí, em meio à boa música e drinks, se reúnem jovens locais e extrangeiros, formando um ambiente ideal para os turistas conhecerem novas pessoas, trocarem contatos e se divertirem ainda mais.

Depois de todos esse detalhamento posso afirmar que gostei bastante do lugar. Fiz amigos, me diverti e fui bem atendido. Não tenho nenhuma reclamação para fazer, pelo contrário, acho que se você gosta de zoar bastante e ficar próximo aos pontos mais badalados da cidade, o Hostel Suites Florida, no meu ponto de vista, é a melhor escolha.

Anúncios

Valeu a pena tudo… até o boi

Chegou domingo…tempinho legal, passeio combinado:Feira de São Cristóvão. Pessoas escaladas para o “tour”: Eu (carregando meus acessórios de sempre na sacolinha), marido (cheio de disposição, agradando a todos), filho (como sempre, lindo, simpático), minha sobrinha Renata (ótima companhia, animada, comunicativa, sempre pronta para selfies) e Ana (grata surpresa dos últimos tempos, #afinidademãefilhoana).
Chegando na feira já começamos a tirar fotos, primeiro foi Gonzagão, depois o boi… Muito interessante dizer que nem entendi porque tiravam tanta foto com aquele boi, mas pensei “Por que não tirar?” Fui na onda, posei e tirei uma foto onde os chifres se destacavam mais que a minha pessoa de um metro e cinquenta e um…rss. E por falar em boi, andando mais um pouco na feira, percebemos logo que teríamos que decidir onde iríamos almoçar. Passamos por muitos restaurantes, e eram muitas as ofertas e garantias de melhor comida, melhor preço, melhor serviço. No final nos decidimos, não sei se foi o melhor para todos, mas o importante é que tinha meu prato preferido: bife com muitas batatas fritas.

Após o almoço resolvemos ir embora, já tínhamos visto tudo, não tínhamos a intenção de comprar nada mesmo, ninguém estava no clima para dançar…mas valeu, porque passear com a família, com amigos, sempre vale a pena.