Outono no centro de Nova Friburgo

Frio… Outono… Friburgo. Este município localizado na Mesorregião do Centro Fluminense, nos permite vivenciar as peculiaridades da natureza e a culinária de bons restaurantes.

A cidade não é somente a capital nacional da lingerie. Ela também conta com uma gama de passeios e atividades que levam a cachoeiras, riachos, mirantes naturais e reservas ambientais. Como citei na parte superior, a gastronomia diversificada também merece uma atenção especial.

Infelizmente só tinha um dia de folga (=/), então fui para lá buscando encontrar possibilidades de passeios que agradasse toda a família em um só dia.  O roteiro ficou mais ou menos assim:

Pela manhã fomos direto para Olaria, em busca de comprar peças íntimas por bons preços. Logo depois, disparamos para a Praça do Suspiro que, além de contar com o letreiro de Nova Friburgo, tem o famoso teleférico de mais de 1500 metros de altura. Para almoçar escolhemos o Chimarron, rodízio de carne bom, bonito e barato. E para fechar o dia em meio à natureza fomos para o Country Club, um dos pontos mais belos da cidade e que tem entrada gratuita.
Foi um passeio rápido pelo centro da cidade e já deu pra curtir bastante coisa, imagina com mais tempo !? Logo logo farei novos post’s falando sobre as trilhas, os parques de Cascatinha, Jardim do Nego e também sobre a famosa Lumiar. Não daria para citar tudo em um post só. Mas fica aqui a minha dica para curtir o friozinho em boa companhia.

Country Club

Valeu a pena tudo… até o boi

Chegou domingo…tempinho legal, passeio combinado:Feira de São Cristóvão. Pessoas escaladas para o “tour”: Eu (carregando meus acessórios de sempre na sacolinha), marido (cheio de disposição, agradando a todos), filho (como sempre, lindo, simpático), minha sobrinha Renata (ótima companhia, animada, comunicativa, sempre pronta para selfies) e Ana (grata surpresa dos últimos tempos, #afinidademãefilhoana).
Chegando na feira já começamos a tirar fotos, primeiro foi Gonzagão, depois o boi… Muito interessante dizer que nem entendi porque tiravam tanta foto com aquele boi, mas pensei “Por que não tirar?” Fui na onda, posei e tirei uma foto onde os chifres se destacavam mais que a minha pessoa de um metro e cinquenta e um…rss. E por falar em boi, andando mais um pouco na feira, percebemos logo que teríamos que decidir onde iríamos almoçar. Passamos por muitos restaurantes, e eram muitas as ofertas e garantias de melhor comida, melhor preço, melhor serviço. No final nos decidimos, não sei se foi o melhor para todos, mas o importante é que tinha meu prato preferido: bife com muitas batatas fritas.

Após o almoço resolvemos ir embora, já tínhamos visto tudo, não tínhamos a intenção de comprar nada mesmo, ninguém estava no clima para dançar…mas valeu, porque passear com a família, com amigos, sempre vale a pena.